09/05/2018

Revista do ITAL sobre tecnologia de alimentos completa 20 anos

Publicada pela primeira vez em 1998, pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL, pertencente à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, a revista Brazilian Journal of Food Technology celebra 20 anos. Contudo, a história da revista teve início em 1965 no ITAL, com o nome de Coletânea do Instituto de Tecnologia de Alimentos, uma publicação endógena da Instituição, que se destacou por ser o pri-meiro periódico científico da área de Tecnologia de Alimentos no Brasil. 

A mudança de Coletânea para a revista Brazilian Journal of Food Technology estabeleceu novas normas de publicação, corpo editorial externo à Instituição e publicação de artigos em inglês, espanhol e português. Hoje é uma publicação online (http://bjft.ital.sp.gov.br/index.php) de fluxo contínuo, com acesso livre, cujo propósito é publicar resultados de pesquisas originais e informações tecnológicas que contribuam para a disseminação de novos conhecimentos nas áreas de ciência, tecnologia e engenharia de alimentos e nutrição (não clínica). 

Nos últimos anos, inúmeros esforços contribuíram para expandir a projeção nacional e internacional do periódico. Em 2009, o ITAL tornou-se membro do PILA (The Publisher International Linking Association, Inc), o que possibilitou o uso do CrossRef Publisher, com a inserção dos artigos publicados no BJFT no sistema DOI. Em 2011, a revista foi indexada à Scientific Eletronic Library OnLine - SciELO. A partir de 2015 os artigos passaram a ser estruturados segundo a linguagem XML (eXtensible Markup Language), de maneira que podem ser armazenados em bases de dados, interoperados entre siste-mas na Web e apresentados em diferentes formatos de leitura, desde a tradicional tela dos computadores de mesa até os dispositivos móveis como os tablets e celulares. Em 2016 foi feita a implantação do sistema online de gestão do fluxo de publicação - ScholarOne e a revista passou a publicar de forma continuada seus artigos (rolling pass), sistema empregado pelos principais periódicos internacionais, agilizando assim a divulgação dos trabalhos. Em 2017 foi implantado um sistema de verificação de similaridade- Similarity Check (CrossRef) com acesso à ferramenta de comparação de texto Turnitin da iThenticate. Em 2018 passou a exigir do autor correspondente identificação ORCID (Open Researcher and Contributor ID, em português ID Aberto de Pesquisador e Contribuidor).

Hoje o periódico Brazilian Journal of Food Technology está indexado em importantes bases de dados além do SciELO: Scopus, FSTA, AGRIS, CAB Abstracts, DOAJ, Cross Ref, Google Scholar, Chemical Abstracts (CAS), ProQuest Research Library, Ibero-American News, Latindex, EZB, entre outras. 

Com essas ações de modernização e aperfeiçoamento e com a dedicação, a tenacidade e o rigor do Corpo Editorial, dos Revisores e da Secretaria Executiva da Revista, o BJFT presta um relevante serviço à comunidade científica, democratizando o conhecimento científico, tão essencial para o avanço da comunicação da pesquisa na área de Ciência, Tecnologia e Engenharia de Alimentos. O desafio para o futuro do Brazilian Journal of Food Technology é avançar na internacionalização e na sustentabilidade do periódico, aprimorando continuamente o padrão de qualidade alcançado. 

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Francisco Jardim afirma que os Institutos de pesquisa devem incentivar as publicações científicas sempre.  Para ele “O Brazilian Journal of Food Technology tem um papel muito importante na difusão do conhecimento gerado em ciência e tecnologia de alimentos.”.