saopaulo.sp.gov.br

Notícia
Transferência de Conhecimento
Ital destaca tendências em alimentos e bebidas em fórum setorial no Rio de Janeiro
Protagonismo do Brasil e melhor comunicação com o consumidor também são abordados

Por Jaqueline Harumi | Postado em 13/05/2020 17:01:00

Participação de Luis Madi no fórum da Firjan (Crédito: SindRio)

As tendências no mercado de alimentos e bebidas foram apresentadas pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, no Fórum Setorial da Cadeia Produtiva de Alimentos e Bebidas da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), realizado em 3 de março.

Além de detalhar a presença ao longo da última década das cinco macrotendências da alimentação sensorialidade e prazer, saudabilidade e bem-estar, conveniência e praticidade, confiabilidade e qualidade e sustentabilidade e ética, o diretor de Assuntos Institucionais do Ital, Luis Madi, aproveitou para lembrar o papel de destaque do Brasil e a necessidade de uma melhor comunicação com o consumidor sobre a importância da ciência e tecnologia.

“Todos estão preocupados e atentos às divulgações não verdadeiras em relação aos alimentos industrializados, por isso é importante disseminarmos conhecimento para além de São Paulo e incentivarmos uma melhor comunicação com o consumidor”, destaca Madi sobre a participação no Fórum como palestrante.

De acordo com os dados apresentados, o Brasil integra um grupo seleto de nações do mundo que possuem mais de 140 milhões de hectares agricultáveis, mais de US$ 1 trilhão de Produto Interno Bruto (PIB) e população acima de 80 milhões de habitantes. Além disso, conforme a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), o faturamento do setor cresceu ano após ano desde 2015, atingindo R$ 699,9 bilhões em 2019.

Apesar do feito, que corresponde a 26% da indústria de transformação e a 9,7% do PIB brasileiro, houve queda de 2,3% no faturamento com exportações em relação a 2018, especialmente com destino à América do Norte (-12,5%), à África (-11,8%) e ao Mercosul (-10,1%).

Para o diretor de Assuntos Institucionais do Ital, que é pesquisador científico há 47 anos, o Brasil somente é competitivo globalmente aliando o atendimento ao desejo do consumidor a pesquisa, desenvolvimento e inovação, qualidade, preço e imagem. É nesse contexto que o Instituto, além de aprimorar a ciência e tecnologia de alimentos e contribuir com as questões regulatórias, se dedica a projetos estratégicos como o Brasil Processed Food 2020, já finalizado e Alimentos Industrializados 2030, em andamento.

Através das iniciativas, sob coordenação da Plataforma de Inovação Tecnológica do Ital (PITec), houve a criação do site www.alimentosprocessados.com.br, com lançamentos periódicos de módulos, a publicação da série Ital Brasil Trends 2020 e, consequentemente, do livro Alimentos Industrializados – A importância para a sociedade brasileira e, mais recentemente, o lançamento de Indústria de Alimentos 2030 e Pães Industrializados, inaugurando a série Alimentos Industrializados 2030.

“É preciso haver um equilíbrio entre educação e regulação para haver a confiança do consumidor, que se importa com sabor e praticidade, mas também está cada vez mais em busca da saúde em suas escolhas na alimentação e, ao mesmo tempo, questiona as ações dos fabricantes quanto à sustentabilidade e à ética”, ressalta.

Notícias Relacionadas

Notícia
02/06/2020 17:11:27
Processo Seletivo
Ital oferece bolsa de pós-doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos


Ital na Mídia
02/06/2020 17:02:27
Venture Hub
Veja como foi o lançamento TechStart Food Innovation


Notícia
07/05/2020 17:02:31
Anvisa
Regulamentação de produtos alimentícios integrais é tema de consulta pública


Ital na Mídia
02/06/2020 15:39:30
CarneTec
Ciência e Processamento da Carne - Novos Desenvolvimentos


Ital na Mídia
02/06/2020 11:26:55
Indústria de Laticínios
Redução de açúcares em iogurtes, leites fermentados e bebidas lácteas fermentadas


Tags