saopaulo.sp.gov.br
Instituto de Tecnologia de Alimentos

Notícia
Tecnologia de Alimentos
Ital recebe propostas para implantar ambiente de inovação e planta-piloto multiusuário
Interessados no compartilhamento das instalações do instituto de pesquisa da Secretaria de Agricultura de SP devem se inscrever até 10 de dezembro

Por Jaqueline Harumi | Postado em 10/11/2021 19:41:04 | Atualizado em 11/11/2021 12:58:47

Edital prevê o compartilhamento de instalações do Instituto por até dez anos (Crédito: Cati)

O Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) recebe até 10 de dezembro propostas de pessoas físicas e jurídicas, de direito público ou privado, interessadas no compartilhamento de instalações do órgão de pesquisa localizado em Campinas – confira o edital. O chamamento publicado nesta quarta-feira (10) no Diário Oficial do Estado de São Paulo visa concretizar no Instituto, localizado em Campinas, a criação de uma plataforma de soluções diversas conectadas para promover a inovação aberta em empresas de base tecnológica de diversos portes, desde o conhecimento acadêmico e os testes em escala de bancada até o protótipo analisado em ambiente operacional.

Lançado no mês de aniversário de 130 anos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP, órgão ao qual o Ital é vinculado através da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), o edital prevê o compartilhamento das instalações do Instituto por até dez anos desde que sejam pagos custos de instalação e contrapartida financeira pela ocupação da área e respeitadas normas de convivência, uso e funcionamento de equipamentos, instalações e ambientes compartilhados.

“O Innovation Lab do Ital buscará integrar, com maior proximidade e intensidade, empresas, investidores, instituições de pesquisa, organizações da sociedade civil, startups e agências de fomento em um mesmo ambiente, conectando-os a uma infraestrutura tecnológica e de negócios propícia ao desenvolvimento de hardtech no setor de alimentos, bebidas e embalagens”, frisa Gisele Camargo, diretora de Programação de Pesquisa e vice-diretora do Instituto.

Também está prevista no edital a implantação de uma planta-piloto multiusuário que deverá ser dedicada a processamento de alimentos e desenvolvimento de produtos, abrangendo especialmente tecnologias de extrusão úmida para novas fontes de proteínas alternativas e processamento de bebidas (pasteurização, esterilização e envase asséptico com controle eletrônico de aquecimento).