saopaulo.sp.gov.br
Instituto de Tecnologia de Alimentos

Ital na Mídia
Revista Higiene Alimentar
Semana do Leite: São Paulo busca melhorar a qualidade e agregar valor ao produto
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo busca incrementar produção e melhorar a qualidade

Por Setor de Comunicação do Ital | Postado em 05/06/2020 10:44:04 | Atualizado em 05/06/2020 12:34:38

Na semana do Dia Mundial do Leite, celebrado em 1º de junho, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo traçou um panorama da pesquisa e produção paulista, que totaliza 324 laticínios, sendo que 180 deles (56%) fiscalizados pelo Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISP), vinculado à Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), e 144 (44%) fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF). O Estado possui cerca de 30 mil unidades especializadas na produção leiteira, com plantel de 975 mil cabeças. Sua produção é de 1,64 bilhão de litros por ano, o equivalente a 4,8% do total produzido no País. Dados do Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) mostram que o valor bruto da produção do leite é de R$ 2,19 bilhões por ano sendo São Paulo o sexto maior produtor de leite no Brasil.

Além do incremento da produção, a Secretaria busca melhorar a qualidade do produto e, com isso, aumentar a renda do produtor. Uma das ações é a produção do leite A2A2, considerado de mais fácil digestão por não possuir a beta-caseína A1, que pode causar mal-estar em uma parcela da população: São Paulo foi o primeiro Estado brasileiro a produzi-lo em larga escala, com a empresa Agrindus, e o primeiro a publicar artigo científico relacionado através do Instituto de Zootecnia (IZ-Apta), que identifica animais que produzirão leite dessa qualidade, fazem análise para saber se o leite ou seus produtos possuem as proteínas A2A2, a identifica no leite de búfala, cabras e ovelha, selecionando esses animais, contribuem para o monitoramento e desenvolvem pesquisas em mais de 110 propriedades de leite bovino e bubalino de cinco regiões paulistas.

Através do trabalho de extensão rural da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), também leva-se conhecimento ao produtor para ter mais produtividade e qualidade como as ações do Plano Mais Leite, Mais Renda, parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para divulgação de novas Instruções Normativas e treinamentos em qualidade do leite e controle de mastite em parceria com a Unesp Botucatu e a Esalq e boas práticas de produção agropecuária com a Unesp de Araçatuba. Já em conjunto com o Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital-Apta), desenvolve projeto para o melhor aproveitamento do soro do leite.

Leia a matéria completa

Notícias Relacionadas

Ital na Mídia
24/09/2020 20:38:33
Indústria de Laticínios
Ciência e Tecnologia | Tecnolat - Um olhar da ciência para o leite


Notícia
23/09/2020 18:10:16
Inovação
Acordo do Ital com a BioinFood permite instalação da startup no instituto


Ital na Mídia
24/09/2020 20:17:38
Indústria de Laticínios
Reclassificação dos lactobacilos: o exemplo do Lacticaseibacillus casei


Ital na Mídia
24/09/2020 18:09:42
Indústria de Laticínios
Potencialidades de prebióticos e probióticos


Ital na Mídia
24/09/2020 11:23:06
Indústria de Laticínios
Embalagem para produtos lácteos


Tags