saopaulo.sp.gov.br
Instituto de Tecnologia de Alimentos

Histórico, evolução e perspectivas futuras da Pós Graduação

Desde a sua criação em 2015, o curso de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos do ITAL tem recebido números expressivos de inscrições para o processo seletivo por ano, tendo variado entre 27 e 77 candidatos desde a sua criação, oriundos na sua maioria do Estado de São Paulo, mas também tem atraído graduados de outros estados e até mesmo estrangeiros.  As dissertações defendidas podem ser acessadas em https://ital.agricultura.sp.gov.br/posgraduacao/busca.

As dissertações que vem sendo desenvolvidas tem caráter extremamente aplicado, com o desenvolvimento de temas relacionados às linhas de pesquisa de atuação dos docentes:

Os resultados destas pesquisas tem sido divulgados na mídia através do site do Ital.
Os trabalhos técnicos científicos resultantes também estão listados no Curriculum Lattes dos docentes e também no site de publicações do Ital.

Desde a sua criação, a estrutura curricular vem sendo atualizada, e as disciplinas de “Tecnologias de produtos de cacau” e “Propriedades funcionais de biopolímeros (proteínas e polissacarídeos)” foram implantadas em etapa posterior a criação do curso. Estas atualizações aconteceram com o credenciamento dos pesquisadores Valdecir Luccas (2017) e Mitie S. Sadahira (2015).
As disciplinas de Tópicos Especiais em Ciência e Tecnologia de Alimentos têm permitido oferecer aos alunos formações complementares e oportunidades para contato também com instituições externas. Nos anos de 2017, 2018 e 2019 foi oferecida disciplina de Tópicos Especiais abordando o tema Food Safety e reuniu estudantes e pesquisadores ingleses e brasileiros, numa parceria entre a Universidade de Nottingham do Reino Unido e pesquisadores do Ital, da Unicamp, do CNPEM e da Unesp de Botucatu, para a formação dos chamados worldwide citizens.
Os docentes têm se revezado na realização dos processos seletivos, e em 2020, a seleção de novos candidatos foi realizada de forma totalmente remota.
O curso de Pós-Graduação está inserido no sistema da Qualidade do Ital que atende a NBR ISO  9001:2015 e todos os procedimentos e registros, como inscrição, matrícula, atestados, elaboração de projetos e dissertação, ementas de disciplinas, acessos aos laboratórios, dentre outros, estão descritos neste sistema. 
Além disso, o sistema está sendo aprimorado para que boa parte destes procedimentos seja feita em um sistema eletrônico exclusivo da Pós-Graduação.  

O programa vem se consolidando desde a sua criação com incentivos para adesão de novos pesquisadores ao corpo docente. Os alunos egressos relatam grande satisfação com o programa desenvolvido no Ital, seja na continuidade da carreira acadêmica no desenvolvimento dos subsequentes doutorados, seja na maior qualificação para solucionar problemas do setor alimentício junto ao setor produtivo e institucional.

O projeto PDIP (Plano de Desenvolvimento Institucional em Pesquisa) institucional do Ital financiado pela Fapesp tem o objetivo de modernizar e ampliar a infraestrutura analítica e de processamento de alimentos do Instituto, bem como fortalecer sua capacidade científica e tecnológica. O projeto aprovado tem foco nas áreas de Segurança e Saudabilidade de Alimentos e de Inovação em Produtos e Processos, que são áreas estratégicas de atuação atual e futura, nas quais os docentes já vem atuando nos últimos anos.  Através dele, foram recebidas 20 bolsas entre mestrado, pós-doutorado e de pesquisa no exterior, além da vinda de pesquisadores estrangeiros. Todos estes fatores vêm consolidando, ampliando e trilhando as diretrizes da atuação do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos.