saopaulo.sp.gov.br
Instituto de Tecnologia de Alimentos

Ital na Mídia
Food Safety Brazil
Amostragem de ar em ambientes de produção de alimentos
Segundo pesquisa do Ital com a Merck S.A, método da compactação é mais rápido e apresenta maior confiabilidade

Por Setor de Comunicação do Ital | Postado em 21/05/2020 14:14:48 | Atualizado em 21/05/2020 14:15:55

Ao menos 50% dos locais fechados têm ar de má qualidade, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), principalmente devido à má higienização dos aparelhos de ar condicionado e à falta de controle periódico sobre as possíveis fontes de contaminação, havendo maior tendência de acumulação de microrganismos, principalmente fungos e bactérias.

Um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) com a Merck S.A,  publicado no 10º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica (Ciic), avaliou duas técnicas de monitoramento microbiológico de ar e concluiu que o método da compactação é mais rápido e apresenta maior confiabilidade em relação ao método da sedimentação, pois é conhecido o volume de ar amostrado e, consequentemente, a concentração de microrganismos no meio.

Confira o post na íntegra