saopaulo.sp.gov.br Cidadão SP Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

Pesquisadora do Ital integra júri do Prêmio Grandes Cases de Embalagem
Premiação tem como objetivo valorizar o projeto de embalagem e seus benefícios para a indústria, o consumidor, o meio ambiente e a sociedade

Por Tatiana Freitas | Postado em 12/11/2019 13:03:54

Destinada a contribuir para o crescimento e melhoria do sistema de embalagem no Brasil, considerando o benefício para a indústria, para o consumidor, para o meio ambiente e/ou para a sociedade, a 13ª edição do Prêmio Grandes Cases de Embalagem teve 34 projetos vencedores . Os premiados foram anunciados no último dia 5 na capital paulista, após passarem pelo julgamento de oito profissionais renomados na área, dentre eles a pesquisadora Claire Sarantópoulos, do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

“Um dos pontos mais marcantes nas inovações foi a preocupação com aspectos relacionados à economia circular, em especial com a incorporação de material reciclado pós-consumo nas embalagens plásticas. A diferenciação pelo design, maior conveniência no uso e a interatividade com o consumidor também foram características importantes que levaram algumas embalagens à premiação”, ressalta Claire, que atua no Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea) do Ital e participou do julgamento presencial, realizado em 17 de setembro.

Também foram jurados Auresnede Pires Stephan, professor, consultor e curador de mostras de design; José Quaresma, consultor na área de embalagem; Luís Fernando Cassinelli, coordenador de área da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp); Myrna Nascimento, professora e pesquisadora na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da Universidade de São Paulo (USP) e no Centro Universitário Senac; Paulo Eduardo Cabral, diretor técnico da Seguridad Suporte Empresarial; Renato Larocca, sócio-fundador da The Packaging Academy, professor convidado no Senac e colunista na revista EmbalagemMarca; e Tiago Inforzato, consultor independente.

Marcos Palhares, um dos idealizadores, destaca que contar com Claire foi fundamental pela qualidade da profissional e pela idoneidade do Ital. “É extremamente importante em dois aspectos. O primeiro, naturalmente, é pela garantia de que os projetos selecionados como vencedores têm grande mérito, por terem passado pelo crivo de pessoas com elevada capacidade técnica. O segundo é que, ao envolvermos instituições independentes, reconhecidas por sua excelência e reputação, deixamos claro ao mercado que a escolha dos vencedores é feita com total isenção, sem interferência dos organizadores”, esclarece.

Para Claire, “participar do corpo de jurados é primeiramente um reconhecimento profissional e institucional da nossa capacitação técnica e visão de mercado e de futuro”. “Pessoalmente é uma excelente oportunidade de atualização quanto às inovações do setor no país e de interação com grandes especialistas da área de embalagem”, complementa.

Premiação sem categorias

Com o objetivo de estimular a integração dos envolvidos na criação e no desenvolvimento das embalagens, o Prêmio Grandes Cases de Embalagem considera na avaliação o projeto como um todo, o que inclui matérias-primas, design estrutural, design gráfico, eventuais ganhos no processo produtivo, impacto no ponto de venda, resultados mercadológicos e descarte após o uso pelo consumidor final. Para tal, o corpo de jurados é multidisciplinar e recebe apostila com as descrições e fotos dos cases antes de se reunir para examinar fisicamente as amostras enviadas, momento em que é realizado um debate para apresentação de argumentos e resolução de dúvidas.