saopaulo.sp.gov.br
Solicite um Orçamento

Notícia
Pesquisadores realizam a 2ª Reunião Nacional da Cadeia Produtiva do Urucum, em Campinas

Postado em 02/12/2010 00:00:00

# O urucum, embora pouco destacado no cenário agrícola, é usado em alimentos, como laticínios, doces, massas, salsicha, sorvetes, bebidas e desidratados. Desde a década de 1980, o urucum é o pigmento natural mais utilizado pelas indústrias de alimentos, e seu uso tem aumentado nas indústrias de cosméticos, cerâmicas, tintas, têxtil e farmacêutica. Com o objetivo de disponibilizar tecnologias e informações que apóiem o setor produtivo de urucum, o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) irão realizar a 2ª Reunião Nacional da Cadeia Produtiva de Urucum, no dia 02 de dezembro de 2010, em Campinas. No evento, os produtores, representantes das indústrias e pesquisadores terão a oportunidade de discutir a situação atual e as perspectivas do urucum no país. Durante a reunião, os participantes terão acesso a informações sobre manejo da cultura, controle de doenças e pragas, sobre as tecnologias de produção do corante e sua regulamentação para o uso em alimentos no país. Durante o evento também serão apresentados trabalhos científicos desenvolvidos por diferentes universidades e institutos de pesquisas. Urucum: situação atual O pesquisador do ITAL e um dos responsáveis pelo evento, Paulo Roberto Nogueira Carvalho explica que mesmo com o sucesso alcançado pela iguaria na indústria de alimentos, uma série de problemas persiste na cadeia produtiva da cultura, fazendo com que o potencial do urucum não seja alcançado em sua plenitude. “Os problemas acontecem, principalmente, por conta da instabilidade característica desses pigmentos, que acabam afetando os processos de pós-colheita como o armazenamento, transporte e comercialização das sementes”, disse Carvalho. O pesquisador explica que a característica sazonal do urucum também implica em produções concentradas em certas épocas do ano, e o armazenamento das sementes para a comercialização durante todo o ano é limitado pela degradação sofrida pelo pigmento. Além disso, o pesquisador destaca que a competição por esse mercado tem feito com que as indústrias de corantes busquem melhorias nos seus processos e na qualidade de seus produtos. Serviço 2ª Reunião Nacional da Cadeia Produtiva de Urucum Data: 02 de dezembro de 2010, a partir das 8h. Local: Anfiteatro Otávio Tisselli - IAC Av. Barão de Itapura, 1.481 – Campinas – SP Informações: www.ital.sp.gov.br Tel: (19) 3743-1757