saopaulo.sp.gov.br
Instituto de Tecnologia de Alimentos

Notícia
Qualidade na produção industrial de alimentos é tema de Simpósio no ITAL
Evento realizado pelo CIAL enfocou a microscopia, microbiologia, química, controle de pragas, sanitização e APPCC

Postado em 06/09/2006 00:00:00

O controle de qualidade e as práticas relacionadas figuram entre as preocupações prioritárias das indústrias alimentícias e exigem cuidados e aquisição de conhecimento constantes. Diante da possibilidade de perder em competitividade e a confiança dos consumidores colocando, inclusive, sua saúde em risco, a presença de contaminantes em alimentos processados está na ordem do dia entre os envolvidos na produção. #Ciente da importância de reunir conhecimentos no sentido de evitar falhas que permitam a presença desses contaminantes, o Centro de Informação em Tecnologia de Alimentos (CIAL) do ITAL realizou, ontem e hoje, o Simpósio Brasileiro Sobre a Qualidade na Produção Industrial de Alimentos: microscopia, microbiologia, química, controle de pragas, sanitização e APPCC. De acordo com os coordenadores técnicos do evento, Ivânia Athié e Renato Abeilar Romeiro Gomes, os objetivos foram cumpridos. “O primeiro, de natureza mais técnica, era divulgar o assunto qualidade de uma forma ampla, envolvendo vários aspectos. O segundo objetivo, mais estratégico, foi começar uma cultura de realização de eventos que juntem Instituições de Pesquisa, Universidades e empresas”, diz Gomes. Deste modo, o Simpósio integrou cerca de 190 profissionais e estudantes ligados à área de alimentos, especialmente ao controle de qualidade, controle de pragas, microbiologia, microscopia, controle de processos e análises de perigos e pontos críticos de controle (APPCC) e ajudou a fazer com que a evolução do conhecimento tecnológico sobre o tema seja compartilhada. A quantidade de participantes, segundo Gomes, comprova a atratividade que esse tipo de abordagem exerce. #O evento contou com palestras técnicas e apresentação de trabalhos científicos na forma oral e em pôsteres. Os 23 trabalhos apresentados, em geral de novos pesquisadores, funcionaram como uma vitrine para a descoberta de novos talentos. “A gente teve uma grata surpresa, porque tivemos trabalhos que foram muito bem acolhidos. O que a gente quer realmente é que jovens pesquisadores pudessem mostrar o que estão fazendo para seus futuros empregadores, que eles fiquem visíveis”, diz Gomes. Entre os temas abordados estavam, além da importância do controle de qualidade na indústria de alimentos propriamente dita, a qualidade da água em processos industriais, o controle integrado de pragas nos setores alimentícios, a análise sensorial aplicada ao controle de qualidade e ao desenvolvimento de novos produtos e os padrões de qualidade do Ministério da Saúde para saneantes. Material produzido pela Assessoria de Comunicação Foto: Antônio Carriero Mais informações: 19.3743.1757