saopaulo.sp.gov.br
Instituto de Tecnologia de Alimentos

Notícia
Simpósio reúne conhecimento e mercado de alimentos funcionais e para fins especiais
Evento realizado pelo CIAL buscou a integração dos interesses de empresas privadas com os da comunidade científica e acadêmica

Postado em 11/05/2006 00:00:00

O Simpósio Alimentos Funcionais e para Fins Especiais reuniu no auditório do ITAL, nos dias 08 e 09 de maio, empresas de alimentos, alunos e pesquisadores, que aproveitaram as palestras e a apresentação de trabalhos para realizar trocas de experiências. O evento, que contou com 218 participantes, além de 24 palestrantes, exibiu 28 pôsteres com trabalhos sobre o tema, além da apresentação oral de seis outros trabalhos. Uma parte do público, composta por estudantes e pesquisadores em início de carreira, reuniu-se com outra, em que predominavam os profissionais mais experientes das indústrias, universidades e institutos de pesquisa. Segundo o pesquisador Renato Abeilar Romeiro Gomes, que coordenou o Simpósio ao lado da também pesquisadora Jane G.M. Snow, a ocasião foi uma excelente oportunidade para que os jovens cientistas mostrassem seus trabalhos para as empresas, dando a eles visibilidade diante do setor produtivo. Em contrapartida, serviu para que empresários tivessem contato com novos talentos e idéias. A professora do curso Técnico em Alimentos do Colégio Técnico de Campinas (COTUCA), Jane Rizzo Palermo, confirma os benefícios que estudantes podem ter no contato com empresas e trabalhos científicos. “Essa experiência dá uma visão melhor de mercado, já que eles terão que fazer estágio. Além de abrir o leque de possíveis empresas, já encontram assuntos interessantes para pesquisas”, afirma. As empresas também mostram ter consciência do que têm a ganhar com a troca de conhecimentos concentrada no evento. Segundo o representante de vendas da Alibra, uma das patrocinadoras do Simpósio, Ângelo Zelante, além de concentrar parte do público-alvo da empresa, o Simpósio funciona como uma vitrine de material humano. “O mercado vai se transformando. Então o relacionamento pessoal também é muito legal para a empresa em médio prazo”, opina. Prêmios e sucesso #O Comitê Científico do Simpósio, presidido pela pesquisadora Gláucia M. Pastore, instituiu o Prêmio Sapiens, que foi concedido aos melhores trabalhos científicos apresentados no evento. Os prêmios foram entregues pelos pesquisadores do ITAL Valdecir Luccas, Priscilla Efraim e Rita de Cássia Ormenese. Na categoria pôster, os vencedores foram Thaís de C. Cardenas, Suzana C. T. C. Lima, Maria Clara M. P. Gaspar, Renèe L. Simbalistas e José Alfredo G. Arêas, autores do trabalho “Elaboração de snack enriquecido com ferro e vitamina A para crianças anêmicas e com HIV/AIDS”. Renèe explica que a pesquisa deve iniciar em breve a fase de intervenções e que o interesse em torno do tema se deve principalmente à importância de sua aplicação e ao uso de um subproduto da indústria bovina, o que barateia o custo da produção. #Já na categoria apresentação oral, o trabalho escolhido foi “Propriedades físico-químicas e tecnológicas de amidos resistentes obtidos pelo processo de autoclavagem”, de Mirelle M. Oliveira, Florence H. C. Pompeu, Maria Teresa T. S. Clerici e Yoon K. Chang. Mirelle afirma ter gostado muito de todo o Simpósio. “O tema é muito importante e às vezes nós, da graduação, não temos tanta oportunidade de entrar em contato com o pessoal da indústria e de outras faculdades”, diz. Renato Gomes, que também é Diretor do Centro de Informação em Tecnologia de Alimentos, acredita que o evento atingiu as espectativas de sua equipe e cumpriu sua missão de estabelecer um vínculo entre interesses aparentemente distintos. Isto pôde ser comprovado pelo número de participantes, pela qualidade dos trabalhos apresentados e pela satisfação do público em geral. Para ele, este resultado deve-se a dois fatores: um deles, é a abordagem de um tema que se alinha a uma tendência mundial do mercado de alimentos, e que está relacionada à qualidade de vida e à saúde humana. O outro é a sinergia provocada pela mistura da comunidade científica, acadêmica e empresarial. “A pesquisa ganha foco e a indústria absorve novas idéias”, complementa. Material produzido pela Assessoria de Comunicação Foto: Antônio Carriero Mais informações: 19.3743.1757

Notícias Relacionadas

Notícia
25/09/2020 08:27:21
Análise
Covid-19 e embalagem: Ital aponta reflexos da pandemia em sustentabilidade e tendências no mercado


Ital na Mídia
24/09/2020 20:38:33
Indústria de Laticínios
Ciência e Tecnologia | Tecnolat - Um olhar da ciência para o leite


Notícia
23/09/2020 18:10:16
Inovação
Acordo do Ital com a BioinFood permite instalação da startup no instituto


Ital na Mídia
24/09/2020 20:56:08
Óleos & Gorduras
Clean label desponta como tendência


Ital na Mídia
24/09/2020 20:17:38
Indústria de Laticínios
Reclassificação dos lactobacilos: o exemplo do Lacticaseibacillus casei